Recorde de conversão de veículos para o kit gás GNV

por | ago 9, 2016 | noticia | 0 Comentários

É cada vez maior o número de proprietários de veículos que optam pela conversão do combustível para o Gás Natural Veicular, mais conhecido como GNV. Isso se deve a vários motivos, entre eles a economia, que desde seu lançamento, em 2000, sempre ficou acima dos 40%. O sistema de GNV se tornou valoroso para todos os motoristas que rodam com intensidade, já que ele proporciona um rendimento muito maior do que qualquer combustível líquido.

Recorde em 2015

Segundo dados da Companhia de Gás de São Paulo (Comgás), nunca houve tantas conversões para o GNV quanto em 2015. O resultado do levantamento abrange toda a área de concessão da Comgás, a saber, Vale do Paraíba, Região Administrativa de Campinas, Baixada Santista e os municípios da Região Metropolitana de São Paulo.

Só no mês de outubro foram 320 conversões para o Gás Natural Veicular, um resultado mensal superior aos quatro anos anteriores. Para ter uma ideia, o crescimento em relação ao mês de setembro foi de 72%. Outro número demonstra o valor que os motoristas de carros estão dando ao GNV: 88% das conversões no mês de outubro foram feitas em automóveis de frotas e de pessoas físicas.

O levantamento evidenciou que os proprietários procuram o GNV para, principalmente, poupar dinheiro. No início daquele mês houve um reajuste nos preços do etanol e da gasolina, fato que incentivou o crescimento do número de conversões. O preço da gasolina nas refinarias sofreu uma alteração de 6%. Devido aos problemas econômicos que o país enfrenta, é quase certo que o recorde ainda será batido em 2016, e provavelmente nos anos vindouros.

Mais economia

Outro estudo realizado em 2015 também demonstra a superioridade do GNV na competição com os combustíveis líquidos. A Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) divulgou dados que evidenciam a economia do GNV por quilometro rodado. Em São Paulo, o gás natural chegou a ser 50% mais econômico que o etanol e a gasolina. Os dados demonstraram que uma pessoa que roda 2.500 km por mês pode economizar 396 reais em relação à gasolina e 376 em relação ao álcool. Esses números influenciarão no aumento de conversões nos anos seguintes.