Motoristas intensificam conversão de carros para kit gás GNV

por | ago 9, 2016 | noticia | 0 Comentários

Atualmente, muitas são as razões que colocam o gás natural à frente quando em comparação a outros tipos de combustíveis. Não à toa, o número de conversões de veículos para o GNV (Gás Natural Veicular) duplicou no final de 2015, o que pode ser justificado principalmente pela alta no valor do litro do etanol e da gasolina.

No acumulado do ano de 2015, cerca de 700 carros passaram a integrar a frota de veículos abastecidos com gás natural só no estado do Rio Grande do Sul, em mais de 25 diferentes cidades.

De acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo) a procura pela conversão de carros para gás natural é uma tendência em todo o Brasil, marcada principalmente pela variação do preço dos combustíveis.

Enquanto a gasolina aumentou cerca de 30% em 2015, o etanol chegou a 42% de aumento. Em comparação aos combustíveis, o GNV é o que teve a menor variação nacional, sendo ela de apenas 17% no acumulado do ano.

Mas afinal, quais são os custos para a conversão?

Para utilizar o Gás Natural Veicular é preciso instalar no veículo um kit de conversão. Esse kit tem um valor que varia entre R$ 3 a R$ 6 mil, o que vai depender da geração necessária para o modelo do veículo.

Atualmente, o m³ do gás natural veicular custa entre R$2,40 a R$2,60 em todo o Brasil. Por outro lado, o litro da gasolina varia entre R$3,30 a R$3,69 e o do etanol, entre R$2,39 a R$2,79.

E além de ser mais em conta do que quando em comparação aos outros combustíveis, o gás natural veicular também rende muito mais. O veículo abastecido pelo gás roda cerca de 25% a mais do que aqueles abastecidos por gasolina, e até 75% a mais do que os abastecidos por álcool (o que justifica a economia até mesmo em relação ao etanol).

Além disso, o gás natural também apresenta outras vantagens, como a menor emissão de poluentes no meio ambiente e a própria melhora no desempenho do motor, uma vez que o desgaste com o uso do gás natural é muito mais baixo.